Dentro de uma semana, os melhores surfistas nacionais rumam ao berço do surf para o Bom Petisco Cascais Pro, quinta e última etapa da Liga MEO Surf 2020, a principal prova de surf em Portugal e a que define os títulos de campeões nacionais.

Num ano atípico, onde a Liga MEO Surf foi realizada totalmente com a pandemia Covid-19 vigente, esta última etapa é também um marco histórico já que esta que é a 10ª edição da principal plataforma de surf em Portugal acaba por conseguir concretizar em pleno os seus planos iniciais. Em jogo, no Bom Petisco Cascais Pro, está o título de campeão nacional masculino, depois de Teresa Bonvalot já se ter sagrado campeã feminino de forma antecipada, sendo que ambos são os únicos títulos oficiais sénior/open disputados em formato de tour de todo o mundo na época desportiva de 2020.

Carlos Carreiras, Presidente da Câmara Municipal de Cascais
““O melhor surf está de volta à praia de Carcavelos e Guincho num regresso da normalidade competitiva possível que muito se saúda. Para manter a tradição, voltamos a ser palco de todas as decisões. Pela décima vez, é em Cascais que se coroará o campeão nacional. Desejo boa sorte a todos os atletas e em particular aos que vestem as cores de Cascais e que estão no centro de disputa pelo título máximo do surf português.”

Afonso Antunes, Frederico Morais e Vasco Ribeiro são os três candidatos, com o primeiro, de apenas 17 anos, a chegar a Cascais na liderança do ranking. Todos os três surfistas dependem apenas deles próprios para chegarem ao título e sucederem a Miguel Blanco como campeão nacional, o que acrescenta emoção extra ao desfecho da Liga MEO Surf. Tudo se vai decidir no Guincho ou em Carcavelos, consoante as condições do mar.

Ranking Liga MEO Surf 2020 – Candidatos ao Título:
1º Lugar – Afonso Antunes: 3.200 pontos (venceu a 2ª etapa)
2º Lugar – Frederico Morais: 3.190 pontos (venceu a 1ª etapa)
3º Lugar – Vasco Ribeiro: 3.000 pontos (venceu as 3ª e 4ª etapas)

Cenários Título Nacional Masculino:
– Se Afonso Antunes ganhar a etapa é campeão nacional;
– Se Frederico Morais ganhar a etapa é campeão;
– Se Vasco Ribeiro ganhar a etapa é campeão;
– Se Afonso Antunes terminar no 2.º posto, Frederico Morais/Vasco Ribeiro tem de vencer a etapa para ser campeão;
– Se Afonso Antunes terminar no 3.º posto, Frederico Morais/Vasco Ribeiro tem de ser pelo menos segundo para ser campeão;
– Se Afonso Antunes terminar no 5.ª posto ou pior, Frederico Morais tem de ser pelo menos segundo para ser campeão; Vasco Ribeiro tem de ser pelo menos 3.º para ser campeão;
– Com Afonso Antunes fora da corrida, entre Frederico Morais e Vasco Ribeiro quem chegar mais longe é campeão;

Do lado feminino, apesar de o título já estar entregue a Teresa Bonvalot por antecipação, espera-se, igualmente, grande emoção na disputa pela última etapa da temporada entre as melhores surfistas nacionais. Com Teresa com três triunfos neste temporada da Liga, a apenas um para registar duas dezenas de vitórias em etapas na sua carreira, Yolanda Hopkins e Carolina Mendes, ambas com uma vitória este ano, surgem como as grandes rivais. No entanto, há várias representantes da nova geração, como Kika Veselko, Mafalda Lopes, Gabriela Dinis ou Carolina Santos, dispostas a inscreverem o seu nome pela primeira vez na lista de vencedoras de etapas da Liga MEO Surf.

Teresa Bonvalot, campeã nacional de 2020
“Vai ser ótimo poder acabar a temporada a surfar em casa. Este é um dos eventos que mais gosto de fazer porque há sempre o apoio extra da família e dos amigos. Apesar de já ter conquistado o título nacional a minha ambição vai continuar a ser a mesma. Vou tentar fazer o meu melhor e superar-me heat após heat, com bom surf. O Bom Petisco Cascais Pro tem ainda o aliciante de podermos assistir à luta pelo título masculino, que promete ser incrível. É muito bom ver três atletas com um potencial gigante a discutirem o título masculino e qualquer um deles tem surf mais que suficientes para vencer. Vai ser uma excelente etapa de acompanhar e mal posso esperar pelo começo! ”

Histórico de Campeões Nacionais:
2020 – Por definir e Teresa Bonvalot
2019 – Miguel Blanco e Yolanda Hopkins
2018 – Miguel Blanco e Camilla Kemp
2017 – Vasco Ribeiro e Carolina Mendes
2016 – Pedro Henrique e Carolina Mendes
2015 – Frederico Morais e Teresa Bonvalot
2014 – Vasco Ribeiro e Teresa Bonvalot
2013 – Frederico Morais e Carina Duarte
2012 – Vasco Ribeiro e Maria Abecasis
2011 – Vasco Ribeiro e Maria Abecasis
2010 – Justin Mujica e Francisca Santos

Catarina Ferraz, Diretora de Marketing Bom Petisco

“Pelo quarto ano consecutivo temos o privilégio de ser naming sponsor daquela que é a etapa decisiva da Liga MEO Surf. A ligação entre o Bom Petisco e o surf já tem histórico e tem sido um percurso que muito nos orgulha. Este ano decidimos reforçar o nosso compromisso para com o surf nacional, com uma aposta no surf feminino: o prémio Bom Petisco Girls Score. Acreditamos que com esta iniciativa estamos a contribuir para uma liga ainda mais inovadora e competitiva.
Prova viva disso é a Teresa Bonvalot que, para além de já ter sido vencedora deste prémio por três vezes, alcançou o título de campeã nacional na última etapa. A etapa Bom Petisco Cascais Pro será, sem dúvida, uma disputa bem acesa para os três candidatos que concorrem pelo título de campeão nacional. Estaremos todos a acompanhar a etapa que vai decidir os únicos títulos oficiais open/sénior de surf em todo o mundo no ano de 2020.”

Bom Petisco Cascais Pro 2019 em números:
– Campeões da Etapa: Miguel Blanco e Teresa Bonvalot;
– 830 ondas surfadas por 88 surfistas inscritos;
– Melhor onda (máximo 10 pontos): 9,75 de Luís Perloiro (quartos-de-final);
– Melhor pontuação (máximo 20 pontos): 17,40 de Vasco Ribeiro (1.ª ronda)

Em termos de troféus laterais, acrescem a luta pela melhor manobra na Renault Expression Session e pela Somersby Onda do Outro mundo (ambos com 2.500€ anuais), a decisão do Santander Award, a definir com ponderação entre a performance desportiva e aproveitamento escolar, e ainda a designação dos melhores surfistas locais (masculino e feminino) com uma premiação de 1.500€ por via da Câmara Municipal de Cascais. Destaque ainda para o Bom Petisco Girls Score, o primeiro prémio exclusivamente dedicado às senhoras, com 2.500€ anuais para a melhor pontuação combinada no quadro de competição feminino.

Rip Curl Fantasy – Façam as vossas apostas
Prémio vencedor etapa: Relógio Rip Curl Search GPS
Prazo de constituição das equipas: hora do Call do primeiro dia de prova
Mais informações em fantasy.ansurfistas.com

A Liga MEO Surf conta ainda com a Jerónimo Martins como parceiro de sustentabilidade, reforçando a importância que, juntamente com a sua Companhia Pingo Doce, atribui aos Oceanos e à preservação da biodiversidade. Jerónimo Martins enquanto membro fundador do Pacto Português para os Plásticos, assumiu os compromissos de incorporar, em média, 30% de plástico reciclado nas novas embalagens de plástico de Marca Própria e garantir que 100% das embalagens de plástico são reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis.

O Bom Petisco Cascais Pro poderá ser acompanhado a partir de casa com transmissão integral em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: facebook do MEO, na posição 810 da grelha de canais MEO, em ligameosurf.pt e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2020 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Bom Petisco, Allianz, Renault, Somersby, Banco Santander, Rip Curl, os parceiros de/da sustentabilidade Fundação Altice e Jerónimo Martins, o apoio local da Câmara Municipal de Cascais e o apoio técnico do Clube Recreativo e Cultural da Quinta dos Lombos e da Federação Portuguesa de Surf.

Comentários