Bino Lopes e Pauline Ado vencem Pro Anglet 2015

publicado há 1 ano por 0

Bino Lopes voa para a vitória do Pro Anglet, QS1500.
Bino Lopes voa para a vitória do Pro Anglet, QS1500.

Terminou hoje o Pro Anglet, QS1500, e entre os finalistas (e vencedores) já não havia portugueses.

Apenas com as meias finais por realizar no masculino e os quartos de final no feminino, este foi um dia curto mas intenso em Anglet!  As ondas estavam mais uma vez boas com cerca de um metro sólido, e Bino Lopes e Joan Duru tiveram um verdadeiro combate de titãs para ver quem assegurava a primeira vaga na final.

Depois de um início de heat morno, Bino Lopes encaixou um 8.17 graças a uma série de manobras enquanto Duru encaixava um 5.90. A próxima troca de ondas iria dar a Bino Lopes a sua melhor nota, um 6.77, deixando Duru a correr atrás. O francês não desistiu e encaixou a sua melhor onda, um 7.67, mas mesmo assim ficou a precisar de um 7.28 para passar para primeiro mas já sem tempo para o fazer, acabando assim em terceiro lugar neste QS1500.

Nada como um tubo para Criére garantir uma vaga na final. Photo by WSL | Masurel

Nada como um tubo para Criére garantir uma vaga na final. Photo by WSL | Masurel

Na meia final seguinte, com dois europeus em jogo, Andy Criere começou o heat muito forte com um 8.60 ao qual viria a juntar um 7.50 mais perto do fim do heat, deixando Mateia Hiquily a perseguir uma nota de 8.83 se quisesse ser o segundo finalista. Hiquily acabou por não conseguir e ficou em terceiro juntamente com Duru.

Bino Lopes rasga com muito power para garantir a vitória do Pro Anglet. Photo by WSL | Masurel

Bino Lopes rasga com muito power para garantir a vitória do Pro Anglet. Photo by WSL | Masurel

A final masculina teve emoção de sobra. Bino Lopes começou com um forte 8.17 graças a uma série de manobras de backside, nota à qual Andy Criere respondeu com um 8.50. Logo de seguida colocou um 6.40 assumindo a liderança. Isto até o brasileiro encontrar uma onda de luxo e garantir uma nota quase perfeita, um 9.40, deixando assim Criere a necessitar de um 9.08 para vencer. O francês não conseguiu dar a volta e Bino Lopes foi o grande vencedor do Pro Anglet 2015!

Andy Criére num bottom perfeito durante a final. Photo by WSL | Masurel

Andy Criére num bottom perfeito durante a final. Photo by WSL | Masurel

No feminino e depois da qualificação de Pauline Ado, Page Hareb, Alize Arnaud e Maud Le Car para as semi-finais, viríamos a ver uma semi-final muito renhida entre Ado e Hareb e que foi vencida pela francesa por dez décimas. Na segunda meia-final, Arnaud não dava hipótese a Le Car, avançando para o derradeiro heat.

A final foi o domínio completo de Ado com um 8.33 logo no início e um 7.83 mais perto do fim do heat, média à qual Arnaud não conseguiu responder ficando a precisar de um 9.47 para vencer. Ado venceu assim este QS amealhando preciosos pontos.

Ado surfou muito para vencer o Pro Anglet 2015. Photo by WSL | Masurel

Ado surfou muito para vencer o Pro Anglet 2015. Photo by WSL | Masurel

Pantin irá receber a próxima etapa do QS na Europa já no dia 1 de Setembro e mais uma vez espera-se uma forte presença nacional!

 

Comentários