Como planeado, o EDP Billabong Pro Ericeira arrancou cedo, com ondas a rondar o metro e meio em Ribeira D’Ilhas, Ericeira.

Primeiro na água entre os portugueses, a estrear-se numa prova de 10.000 pontos, esteve Henrique Pyrrait, um dos melhores surfistas locais. Foi uma bateria com poucas notas altas tendo o ex-top do CT, Ethan Ewing, surfado a melhor onda perto do fim, recebendo 6.67 e a vitória. “Neco” apanhou muitas ondas mas faltaram as secções para fazer manobras mais fortes, sendo eliminado a precisar de quase 8 pontos para superar o segundo classificado, Morgan Cibilic.

Horas mais tarde seria a vez de Vasco Ribeiro se estrear, no round 2, contra o top do Championship Tour, Michael Rodrigues e ainda Krystian Kymerson e Cooper Chapman. Vasco foi o único que não abriu com uma nota sólida e também a sua segunda onda foi fraca mas, logo de seguida, encheu duas ondas consecutivas de manobras para receber notas de 5.13 e 5.80, passando para a liderança. Rodrigues parecia ser a grande ameaça mas não estava a surfar no seu 100% e o que apresentou não foi suficiente. Já Kymerson mostrou um nível elevado a surfar de backside, passando para a liderança graças a uma série de batidas fortes. Pouco depois Krystian acertou um aéreo impressionante para aumentar a liderança, enquanto que Vasco não conseguiu melhorar a sua posição. Muito perto do fim Cooper usou a primeira prioridade numa onda boa e, mesmo sem arriscar muito, conseguiu fazer o requisito com quase 2 pontos de sobra, eliminando assim o português.

Depois foi a vez de Tomás Fernandes mostrar o seu valor na praia que o viu crescer, contra dois ex-tops do CT, Miguel Pupo e Aritz Aranburu, e ainda Gatien Delahaye. Foi Gatien o primeiro a fazer uma nota acima dos 6 pontos, passando para a liderança cedo na bateria. Numa onda pequena mas com alguma parede Tomás conseguiu passar para um frágil segundo lugar, caindo para 3º lugar quando Pupo fez uma onda de 8.47 e Delahaye fez 6.93 pontos e um pouco depois para quarto. Nos últimos 10 minutos o Fernandes precisava de uma nota de 8.44 para voltar a segundo lugar, um requisito que não conseguiu fazer e assim caiu mais um representante luso.

Notícia em actualização…

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Heats com portugueses
Round 2
Heat 14 | Frederico Morais x Connor O’Leary x Nicholas Squiers x Eithan Osborne

Comentários