Mesmo com ondas pequenas, no limite do que é considerado suficiente para realizar uma etapa QS 6.000, o Burton Automotive Pro e o Holmes Civil Developments Pro, avançaram bastante no segundo dia de prova.

Na categoria masculina apenas um dos três competidores lusos, Miguel Blanco, se estreou mas as condições não estavam a seu favor. Com sets que mal chegavam ao meio metro, Miguel fez o que pôde mas Reo Inaba e Vicente Romero conseguiram apanhar ondas com mais parede e dominaram com notas de 6 pontos, deixando o surfista de São Pedro do Estoril a precisar de uma nota de 8.3 para avançar.

Mais cedo neste primeiro round o destaques foi um dos surfistas mais pesados do evento, Noe Mar McGonagle, da Costa Rica, que surfou muito e derrotou três surfistas brasileiros com uma das médias mais altas do dia. No entanto, quem mais se destacou foi o indonésio Rio Waida, que fez a melhor média do dia e venceu mesmo estando numa bateria com Ian Crane que, com um grande voo, fez a incrível nota de 8.67.

Na categoria feminina apenas Carol Henrique foi à água e, apesar de não ter começado bem, dominou o seu heat. A sua bateria era a última da fase, contra Frankie Harrer, Monik Santos e Ariane Ochoa e com um par de notas 5 nas suas duas últimas ondas conseguiu a vitória, deixando Harrer em segundo lugar. Henrique junta-se agora a Camilla Kemp no round 2, enquanto Teresa Bonvalot as espera na fase seguinte.

Acompanha a evolução desta prova em directo AQUI!

Heats com surfistas portugueses no Burton Automotive Pro:
Round 2
Heat 6 | Vasco Ribeiro Connor O’Leary x Marcos Correa x Marco Fernandez
Heat 15 | Frederico Morais x Hiroto Ohhara x Ty Watson x Marco Giorgi

Heats com surfistas portugueses no Holmes Civil Developments Pro:
Round 2
Heat 11 | Zoe McDougall x Camilla Kemp x Alessa Quizon x Carol Henrique
Round 3
Heat 10 | Nikki Van Dijk x Teresa Bonvalot + 2

 

Comentários