6 destaques dos round 2 e 3 no Drug Aware Margaret River Pro

publicado há 9 meses por 0

6-DESTAQUES-DO-ROUND-2-E-3 DO DRUG AWARE 2016

O Drug Aware Margaret River Pro ainda não saiu do “main break” e ao fim de três dias de acção os 36 surfistas inicialmente em prova apenas 16 continuam na disputa. E entre eles os destaques foram os seguintes:

Matt Wilkinson continua com a “estrelinha”. O líder o circuito está com a confiança toda e o facto de ter vencido ambos os seus heats com a mais fraca média vencedora de ambos os rounds só comprova que está numa fase em que tudo joga a seu favor. E apesar das médias baixas o seu surf está soltinho como nunca, o que lhe vai garantir mais um resultado sólido.

Jordy Smith parece finalmente ter reencontrado o seu ritmo. Nas duas primeiras etapas, mesmo tendo feito uma final, parecia estar em “piloto automático”. Em Margaret a perspectiva de entrar na disputa pelo título fez-lhe o “switch” e o Sul Africano tem tudo para perseguir Wilkinson e dar-lhe muito trabalho para manter a lycra amarela.

Caio Ibelli demorou 4 anos para entrar no Championship Tour mas provou que estava pronto para competir ao mais alto nível. Que o diga John John Florence que perdeu em Bells e Margaret para o brasileiro em heats que pareciam ganhos. O seu repertório é dos mais sólidos do tour, seja com manobras de rail, tubos ou aéreos, e é já um fortíssimo candidato ao prémio de rookie do ano!

Kolohe Andino é outro surfista que, como Jordy, sabe que pode atacar o primeiro lugar. Com uma final já a contar na Gold Coast, o Californiano está mais completo que no passado e tem “armas” para passar quase qualquer heat. O seu alley oop contra Wiggolly Dantas foi uma das melhores manobras do ano e ainda está só a aquecer.

Sebastian Zietz redescobriu-se. Depois de cair do tour por muito pouco o havaiano parece ter descoberto um novo foco com esta oportunidade. Depois do Quik Pro todo o hype estava em Stu Kennedy mas “seabass” anda a fazer notas de 9 pontos em quase todos os seus heats. No fim desta etapa deve entrar no top10 e tendo em conta que este será um ano de muitas lesões e reformas, é muito provável que acabe o ano dentro da bolha da qualificação.

Leonardo Fioravanti está a ter um ano de sonho. Ao fim de poucas etapas lidera o ranking do QS com alguma vantagem e tem mostrado que está bem pronto para o CT. A prova disso são as vitórias sobre os campeões do mundo em ambos os seus heats. Slater e De Souza foram as suas vitimas até aqui mas poderá haver muitas mais!

Acompanha o próximo dia de prova em directo AQUI!

Comentários