Descobre quem são os portugueses que vão competir neste QS10.000!

É já de 22 a 27 de Setembro que a ilha de S. Miguel, Açores, irá receber uma das etapas do mais importante circuito QS, o SATA Azores Pro 2015 presented by Sumol, e que celebra este ano o seu sétimo QS consecutivo naquela que é uma das mais bonitas ilhas do território português!

Inscritos estão já vários nomes da elite mundial (15 dos 34), como Kolohe Andino, Brett Simpson, Jadson André, Italo Ferreira, Wiggolly Dantas, Fred Patacchia, entre outros. Ao mesmo tempo, os atletas de topo do circuito QS estão confirmados na sua grande maioria, sendo presença confirmada nomes como a bomba americana que tem Portugal como sua segunda casa, Kanoa Igarashi (que está a um heat de se qualificar para o WT se as nossas contas não erraram), Ryan Callinan, Hiroto Ohara, entre muitos outros.

Obviamente que o grande interesse para Portugal são os surfistas que vão forma a armada lusa para este importantíssimo campeonato uma vez que um bom resultado poderá colocar qualquer um mais perto da elite do surf mundial.

Assim, os quatro portugueses já confirmados para o SATA Azores Pro 2015 presented by Sumol, por estarem no top 100 do QS, são Vasco Ribeiro (61º QS), Pedro Henrique (65º), Frederico Morais (80º) e Marlon Lipke (89º).

Na lista de alternates (que entrarão por desistência de algum dos confirmados) estão mais quatro portugueses: José Ferreira (1º alternate), Nicolau Von Rupp (3º alternate), Tomás Fernandes (5º alternate) e Tiago Pires (14º alternate). Se Ferreira, Von Rupp e Fernandes têm boas hipóteses de entrar no evento por desistência de última hora de atletas confirmados, já Tiago Pires, 14º alternate, será complicado. Tiago Pires deveria ter wildcards para todos os QS10000 deste ano por ter pertencido à elite do surf mundial mas pelos vistos a regra mudou algures no tempo e estamos a tentar apurar esta questão junto da WSL (mais novidades em breve).

Mas qualquer um destes quatro portugueses, ou outro, poderá ainda entrar de outra forma, através de um dos quatro dos seis wildcards que sobram, dois para a organização e dois wildcards da WSL.

Os dois wildcards atribuídos, pela WSL Europa, estão já definidos de acordo com o critério: o campeão do circuito Pro Junior Europeu e o campeão Europeu. O primeiro vai para Timothee Bisso que foi segundo no Pro Junior Europeu 2014 mas visto o campeão Pro Junior Europeu do ano passado, Vasco Ribeiro, estar já no QS então a vaga passa para o francês.

O segundo wildcard da WSL Europa vai para Vincent Duvignac, não por ter sido campeão europeu em 2014 mas sim por ter sido vice. Tal como no caso anterior , o campeão Europeu, Joan Duru, garantiu já o seu lugar neste QS via o mesmo circuito daí este wildcard ter passado para o vice-campeão.

De relembrar ainda que o SATA Azores Pro 2015 presented by Sumol é a primeira etapa a contar para o Portuguese Waves Series, um troféu especial que irá premiar o melhor surfista masculino das três provas realizadas em Portugal com 50.000 Dólares de bónus. Após os Azores, segue-se o Cascais Billabong Pro, QS 10.000, de 28 de Setembro a 4 de Outubro, e, para terminar o mais rico mês do surf Europeu (em águas portuguesas), o famoso MOCHE Rip Curl Pro Portugal, penúltima etapa do CT, e que este ano acontece mais tarde, de 20 a 31 de Outubro, em Peniche.

A edição de 2014 do SATA Azores Pro presented by Sumol foi vencida por Jesse Mendes como bem te lembras (ou podes relembrar) aqui!

Assim que tivermos mais confirmações de quem serão os wildcards, que acreditamos que exista algum atribuído a portugueses, iremos dizer-te por isso fica atento ao site da ONFIRE.

(Highlights do dia final do SATA Azores Pro 2014 presented by Sumol )

Comentários

Os comentários estão fechados.