A temporada de 2018 ainda mal começou mas os surfistas portugueses parecem estar cheios de pica para atacar as provas da WSL. Teresa Bonvalot encontra-se na Austrália a competir no Jeep World Junior Surfing Championship, etapa que irá decidir os campeões mundiais de Sub18, enquanto que muitos outros surfistas lusos se prepararam para competir mais perto de casa.

Trata-se do Seat Pro Netanya, Presented by Reef, uma etapa que oferece 3.000 pontos ao vencedor. No passado a prova contava também com a presença da categoria feminina, mas em 2018 deixou de existir, o que provavelmente justifica o upgrade de 1.500 para 3.000 pontos.

Serão um total de 11, os surfistas lusos que se irão deslocar a Netanya, Israel, à procura de um arranque forte no ranking de qualificação da WSL. São eles Tomás Fernandes, Miguel Blanco, Jácome Correia, Luís Perloiro, Francisco Carrasco, Pedro Coelho, Henrique Pyrrait, Ruben Gonzalez, Francisco Almeida, Francisco Duarte e Frederico Magalhães.

Ausente estará o único surfista que venceu esta prova pelo nosso país, Pedro Henrique, campeão do Seat Pro Netanya em 2015. Esta etapa, que se realiza entre 11 e 20 de Janeiro, atraiu alguns nomes fortes que ficaram perto da qualificação para o CT, como Jorgann Couzinet, Carlos Munoz, e ainda Marc Lacomare, Charly Martin, Maxime Huscenot e Aritz Aranburu. Mas o nome mais sonante será, sem qualquer dúvida, Miguel Pupo, que leva para Israel 6 anos de experiência no Championship Tour.

Acompanha a evolução desta prova AQUI!

Comentários