Logo desde o round 2 do Heroes de Mayo Iquique Pro, prova QS 1.500 realizada no Chile, ficou bem visível que o nível de surf dos portugueses iria ser destaque entre os competidores desta etapa. Isso porque o primeiro dos lusos a competir, Luís Perloiro, teve uma prestação muito forte num dia de ondas difíceis.

Luís seguiu para o round 3, onde já se encontravam os seus conterrâneos e o primeiro na água nessa fase foi Nicolau Von Rupp. Os seus adversários eram Skip McCullough, Andro Crvik e Arne Bergwinkl, todos surfistas que ficariam a precisar de notas altas para o acompanhar. Nic surfou acima da média e fez a melhor onda do heat, um 6.5, deixando Skip em segundo e eliminando Andro e Arne.

Dois heats depois foi a vez do seu companheiro de surfadas em ondas pesadas, Miguel Blanco, brilhar. Miguel tinha como adversários dois brasileiros, Igor Moraes e Wesley Santos, e um argentino, Tomas Lopez Moreno. Moraes conseguiu a melhor nota da bateria, 7 pontos, e empurrou Blanco para segundo lugar, uma posição que o surfista da linha conseguiu segurar com notas de 5.75 e 4.9.

Depois foi a vez de Luís Perloiro disputar uma bateria internacional, com adversários do Brasil, EUA e Chile. Foi uma bateria de notas baixas mas, como já se esperava, o português continua a abusar do seu backside afiado e garantiu um sólido segundo lugar atrás de Pedro Neves, eliminando Chauncey Robinson e Matias Veloz Rojas.

Os maiores destaques do dia seriam Marco Giorgi, do Uruguai, e Raoni Monteiro, um ex-top do CT que tem mostrado algum potencial de reconquistar uma vaga na elite do surf mundial. Acompanha a próxima fase em directo AQUI!

Heats com portugueses
Round 4
Heat 1Marco Giorgi x Nicolau Von Rupp  x Joaquin Del Castillo x Miguel Blanco
Heat 3 | Sebastian Correa x Alonso Correa x Luis PerloiroJuancarlos Lombardi

Comentários