As viagens de Fernando Costa | JBay | Ep 04 | Blog

publicado há 3 anos por 0

fernando-costa-blog-4-jbay

Fernando chegou ao sitío que todos os surfistas desejam visitar,  Jeffreys Bay…

Cheguei a Jeffreys Bay há 3 dias, mas só a partir de hoje começou a valer a pena. Vim para fazer surf, mas até agora as ondas não tem ajudado nem um bocado. O vento tem estado on-shore muito forte e o mar está minúsculo. É aceitável, pois estamos em pleno verão, altura em que as ondas costumam estar pequenas, mas esperava que uma cidade com 4 ou 5 praias que até há uns anos acolhia uma etapa do WCT e hoje, tivesse sempre ondas em algum lado.

Hoje, ao terceiro dia, finalmente consegui fazer um bocado, usei uma prancha de um amigo australiano que entretanto conheci aqui. Tenho estado sempre com um grupo de Ingleses e Australianos que estão a fazer um tour pela África do Sul a aprender a surfar, em que pagam 6 mil euros por três meses, o que achei estupidamente caro mas parece que se estão a divertir. A água é igual à nossa durante o verão (17º/18º), por isso dá para surfar de fato de banho e licra neoprene 2mm (se for da Rip Curl então, perfeito!)

Fiquei a dormir num Hostel/SurfCamp chamado Island Vibe, que é mesmo junto à praia, onde acordo literalmente a olhar para o mar, o que é incrível!

Tenho tentado aproveitar o tempo que aqui estou ao máximo, e como não tem havido ondas tento ir conhecendo as pessoas que estão aqui. Uma história que me despertou muito interesse foi a de um Inglês de 30 anos que decidiu ir viajar 6 meses para África, mas adaptou-se e quis ir ficando. Está a viajar da mesma forma que a maioria dos backpackers, de autocarro e a dormir em hostels, mas num ritmo mais lento. A única diferença é que desde que começou a aventura já passaram 13 anos entretanto!

Sustenta-se a fazer pulseiras e a vender na praia ou onde for. Apesar de ter um ar de “mendigo”, o Simon foi das pessoas mais interessantes que conheci até agora a viajar. Não consegui sacar muita informação, mas consegui saber o que para mim era mais intrigante: continua em contacto constante com a família, sabem geralmente onde ele anda. Ficou muito por saber, mas vou certamente conhecer mais pessoas com histórias interessantes como a dele.

A vida aqui no Island Vibe é literalmente Férias! Nenhuma palavra define melhor o dia a dia aqui: acordar, comer, surfar (pelo menos a partir de hoje), almoçar, conversar um pouco à tarde, surfar outra vez, jantar e copos. Ando descalço e de fato de banho todo o dia e noite. Nada me sabia melhor agora, vim para o sítio certo.

Na segunda feira (amanhã) ofereci-me para ir ajudar a fazer uma obra numa escola numa favela aqui perto. Esta conversa surgiu durante um jogo de beer pong (atirar uma bola de ping pong e tentar acertar em copos de cerveja) em que conheci um inglês (mais um) que está a fazer voluntariado por toda a África e está encarregue desta obra. Achei que não me ia fazer mal ajudar, por isso vou lá amanha, vamos ver como corre!

O surf parece estar a melhorar também, por isso a meio da semana já devo ter umas imagens boas.

Acompanha a viagem de Fernando Costa pelo mundo em http://portugalaroundtheworld.blogspot.pt/

Comentários